Os segredos do alisamento

Saiba como realizar um procedimento eficaz e saudável

 

A procura pela transição capilar continua, mas o alisamento ainda é um serviço muito procurado nos salões de beleza, por isso, é fundamental que o profissional conheça os melhores procedimentos para alisar o cabelo da clientela.

Mesmo com o assunto sempre em alta, existem diversas dúvidas sobre o alisamento e os riscos à saúde, tanto do cliente como do profissional. Produtos como formol e glutaraldeído são proibidos pela Anvisa, por serem perigosos. Graças a proibição, a indústria foi em busca de fórmulas mais eficazes e que proporcionam benefícios aos fios.

O alisante abre as cutículas do cabelo, chegando até o córtex, onde estão todas as características do fio. Com isso, o produto quebra as pontes de enxofre, proporcionando então, o efeito liso. Para Ivete Oliveira, técnica da Floractive e cabeleireira, a falta de informação faz com que as pessoas façam qualquer tipo de alisamento. “O mais importante é  prestar atenção qual deles é indicado para o tipo de fio, pois caso contrário, é possível que o resultado não seja o esperado e muitas vezes  as madeixas podem ficar ressecadas, quebradiças e sem vitalidade”, comenta a profissional.

Uma das dicas de Ivete é que o profissional faça um teste de mecha para verificar se o fio pode receber a química escolhida. Ademais, é importante fazer o teste de toque para analisar se a cliente tem alguma alergia ao produto. “Após  ter escolhido o produto correto para o tipo de cabelo, é necessário seguir corretamente o passo a passo indicado na embalagem e o fornecedor do produto”.

Outros pontos esquecidos pelos profissionais: é fundamental seguir corretamente o tempo de pausa, adequar corretamente a temperatura do secador e da prancha para que não prejudique os fios.

Mais uma dica importante é a hidratação. O ideal são produtos ricos em ácidos graxos, queratina e óleos essenciais. Mas no caso da queratina, é necessário aguardar 15 dias, evitando rigidez no fio. É preciso também dizer que o alisamento não é recomendado para gestantes, pois além de ter um grande risco de causar alergia, visto que a grávida adquire maior sensibilidade nesse período, os produtos são nocivos ao bebê.

Atendimento por whatsapp