Prevenção ao Suicídio

Nesse mês de mobilização à prevenção ao suicídio, a Floractive enfatiza que o CVV (Centro de Valorização da Vida) realiza apoio emocional para aqueles que enfrentam essa situação e para obter maiores informações é só ligar 188 ou acessar ao site: https://www.cvv.org.br/.

Mas e quando convivemos ou conhecemos alguém que esteja vivenciando essa realidade, como proceder? Aqui vão algumas recomendações importantes:

Primeiro de tudo precisamos observar:

– Primeiro de tudo, ouvir sem julgar.

– Procurar entender a forma do outro ver o mundo, sem tentar encaixá-lo em um padrão do que para nós é “estar bem”.

– Verificar se a pessoa sabe onde e como obter ajuda profissional.

– Se oferecer para buscar ajuda profissional juntamente com a pessoa, caso está se sinta incapaz de fazê-lo sozinha.

Há um outro fator que não podemos esquecer, uma pessoa que está sofrendo com depressão ou com algum outro tipo de transtorno mental pode se sentir sozinha mesmo rodeada de pessoas, e com isso, não informar a ninguém sobre o que está se passando com ela. Então, como reconhecer se algum amigo ou familiar se encontra nessa situação?

– Falas como: “Vou desaparecer”, “Vou deixar vocês em paz”, “Eu queria poder dormir e nunca mais acordar”, não devem passar desapercebidas.

– A pessoa pode se manter isolada, ignorando telefonemas e interações sociais com a família e amigos.

– A pessoa pode ter o costume de falar muito sobre morte e até mesmo sobre a própria morte, apresentando sinais de falta de esperança.

Essas 3 situações acimas são sinais de alerta que devemos nos atentar. A depressão não é frescura e o suicídio não tem uma única causa. Para algumas pessoas as exigências da nossa sociedade nunca foram tão intensas como são hoje. A pessoa que pensa em se suicidar deseja interromper a dor que se sente e não de fato a vida. Por isso é essencial que sejamos empáticos uns com os outros, demonstrando respeito e solidariedade perante ao próximo.

Lembrando que esse texto serve apenas de cunho informativo, caso necessário, busque ajuda através de atendimentos especializados. O CVV (Centro de Valorização da Vida) oferece apoio emocional de prevenção ao suicídio, com atendimentos voluntários e gratuitos para todas as pessoas, sendo os atendimentos sob total sigilo, via telefone, e-mail e/ou chat no período de 24 horas por dia. Acesse o site deles e conheça mais: https://www.cvv.org.br/